Destaque_ Filme_Avatar

Filme: Avatar Director: James Cameron Estreia em portugal: 17-12-2009 Género: Acção/Aventura/Ficção Científica Estúdio: 20th Century Fox Website: www.avatarmovie.com Entre os actores principais: Sigourney Weaver Michelle Rodriguez Filme em 3D que marca o regresso de James Cameron.

05 janeiro 2006

Medo porque sentimos

Foto de: Desconhecido

Medo o que é? De onde vem? Porque surge?
Quem já não sentiu um arrepio na espinha, os cabelos em pé? às vezes por situações que até nem razão teriam para provocar ou desencadear tal situação! Quem já não esteve ao pé de alguém que por razões simples ficou cheio de medo ou aterrorizado (forma mais forte de medo).
Medo é algo intríseco e natural, que se encontra no ser humano e nos animais, nuns mais disfarçados do que noutros, nuns mostra-se de modo mais efusivo, aberto, noutros de modos mais fechado e recatado.
Que motivos e razões desencadeiam, ou provocam estas diversas reacções?
Várias são elas, umas de origem simples outras de origem bem mais complexa e "negra", mas todos de origem no campo da medecina, chegando mesmo os mais complexos a tratamentos.
Nós ao captarmos, sentirmos, vermos, ouvirmos, lermos, cheirarmos estamos a usar determinados sentidos, tacto, visão, audição, olfacto ao fazermos uso destes sentidos sózinhos (refiro-me a pessoas com determinados sentidos inexistentes) ou em conjunto estamos a enviar determinados implusos ao nosso cérebro e sistema nervoso numa velocidade ultra rápida. Conforme a ou as zonas afectadas por esses impulsos nervosos irá desencadear uma maior ou menos reacção, ou mesmo várias reacções dependendo do ou dos "sectores"/"partes" do organismo em causa.
Para além disto não pudemos esquecer que cada pessoa tem um penasr, um sentir, um ver, um olhar um analisar diferente, memso se forem do mesmo sexo, da mesma idade e criados no mesmo local e plos mesmos pais, o meio seja el qual for condiciona a ou as pessoas.
Porque refiro isto? Porque de alguma forma, isto vai-nos condicionar e em conjunto com o ou os diversos sentidos vai desencadear ou provocar reacções mais fortes, mais drásticas e desse modo mais devastadoras nas pessoas que possam estar a "sofrer" do sindroma do medo.
Assim um simples sair á rua, falar em público, pode desencadear muitas reacções.
destas duas falo com um certo á vontade, pois numa sinto-me perfeitamente bem e gosto imenso, a outra é do género tento evitar mas tenho de o fazer, ou seja não sou anti-social, casos há que o são e outros que bem pelo contrário!!
Onde quero chegar com tudo isto? A um simples pensar: muitas atitudes, actos são derivados e feitos sobre a reacção do medo ( este com maior ou menos significado, com maior ou menor grau de tratamento médico), que surge súbtil e de diversas formas, começa a tomar proporções de "papão" até que se nós ou alguém ao nosso redor não se der conta ou se a pessoa em causa não se abrir com alguém da sua confiança, entra num mundo povoado de medos, que lhe iram afectar a vida de maneira bastante drástica e de modo bastante demolidor, foco ainda que com o medo ja nestee tipo de expressão o isolamento e o anti-social tornam-se amigos e andam a par.
Forma de evitar, não existem fórmulas nem antídotos, mas talvez o modo de pensar, o modo de encarar a vida, aqui refiro-me sobretudo às pessoas com pensamento positivo o consigam sem se dar conta de alguma forma ultrapassar com alguma elasticidadea nível de cérebro (adaptam-se com maior rapidez e facilidade a novas situações).
Para terminar, o medo de forma suave e normal é necessário pois sem nos dar-mos conta faz-nos sentir a vida e ver que não há razões para ter medo e desse modo seguir em frente rumo ao desconhecido, sem medos nem receios pois é esse uma das grandes dádivas da vida, saber enfrentar todos os nossos medos, sehjam eles quais forem.
Simples nota, enquanto escrevo num bar, alguém numa mesa próxima canta e toca guitarra, o que torna algo muito agradável de escrever sobre o medo.

4 comentários:

Flor disse...

gostei imenso de ler este teu post, tenho muitos medos sejam eles pálpáveis ou não , mas ter consciência deles já é uma forma de os contornar.
adorei a foto e traz-me saudades dos meus tempos passados nas montanhas Francesas em pleno inverno...
Bom fim de semana

Flor disse...

outra coisa achei genial descreveres que escrevias sobre este tema com um son suave como fundo...( re-leio o que escrevi agora e parece-me algo confuso)
mas eu percebi o que te queria dizer ...já não é nada mau.

cuco disse...

..Os medos, cada um tem o seus - fazem parte do todo que somos nós.O som nostálgico das cordas da viola, se dedilhadas por mão de mestre, podem, de facto,atenuar medos, mas pouco...
Foi bonito saber desses "medos"; agora ficamos com "outro olhar"... e outras certezas sobre quem escreve.

Victor disse...

Nós sentimos medo porque,nós temos um orgão que é perto do coração,portanto quando vc esta no youtube e aparece aquela cara assustadora mexe com o coração junto o coração sem querer cutuca esse orgão perto do coração,por isso sentimos medo, esse orgão como se fosse a senssibilidade do medo,eu sou médico,mais uma causa muito importante,o orgão quando cutucado transmite uma mensagen para o cérebro e assim fica na nossa mente,as vezes é bom nós tomarmos susto para acordar para a vida!Espero ter ajudado

Seguidores

 
Mundo do fim do Mundo. Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul Tested by Blogger Templates.