Destaque_ Filme_Avatar

Filme: Avatar Director: James Cameron Estreia em portugal: 17-12-2009 Género: Acção/Aventura/Ficção Científica Estúdio: 20th Century Fox Website: www.avatarmovie.com Entre os actores principais: Sigourney Weaver Michelle Rodriguez Filme em 3D que marca o regresso de James Cameron.

26 janeiro 2006

Frida

Foto de: Fantasy Arts

En la noche...ano de 1922 México.
Assim começa a viagem. Viagem essa por um mundo de cor, som e imagem.
Um mundo onde entramos primeiro a medo e com expectativa, depois ao ouvir os primeiros sons transforma-se, apercebe-se que algo de diferente está para surgir.
Vermelho, verde-garrafa as cores que com frequência surgem e nos enchem o écran.
A vida que surge cheia e ávida, travessa e alegre num grupo de jovens, mas cedo nos apercebemos que um acidente irá alterar a vida de um desses jovens, de modo irreversível e que irá ter tendência para agravar à medida que nos vamos "prendendo" cada vez mais no enredo.
Pequenos traços gerais que transmitem apenas o percurso que a jovem do acidente teve de fazer e enfrentar para singrar e sobreviver.
Sobreviver em termos de acidente, e depois em termos de vida própria o modo como enfrentou, lutou e como nunca deixou de lutar pelo seu grande sonho. Sonho esse que era pintar, e que se iniciou pela necessidade de ganhar a vida.
Sim pintar.
Assim, vamos apercebendo de como foi o percurso, idêntico ao de várias outras pessoas até ao ponto do acidente, aqui começa a diferenciar-se pois nunca deixa de querer lutar acima de tudo de andar e de ter uma vida o mais possível normal (dentro dos problemas que surgiram). Com esta luta surge a do gosto da pintura cada vez maior e a de sobreviver, mais uma vez procurou quem a poderia ajudar a evoluir como pintora e a sobreviver, Diego Rivera irá ter um papel importante.
Deste modo esta jovem tornou-se conhecida e reconhecida, refiro-me a Frida Kahlo (pintora notável e que trouxe algo novo para a época), assim foi em traços gerais o seu surgir e tornar-se no que foi mais tarde e ainda hoje para a pintura e para todos aqueles que de algum modo apreciem este tipo de arte.
Algo que é notável ao longo de todo o filme para além do movimento, da alegria e da tristeza, dos momentos de rir (do filme), as cores já foquei, é a música de tal modo envolvente em todo ele, que se consegue manter nos nossos ouvidos e desse modo mais tarde voltar a transportar-nos ás cenas onde surgem, as pinturas e os murais que se vêem durante o filme são alguns dos pequenos detalhes que nos prendem.
Assim, com Frida além de me mostrar que a coragem, a perseverança, o lutar pelos nossos sonhos é necessário às vezes não termos medo de agarrar as coisas boas que nos vão aparecendo, acima de tudo saber distingui-las e que viver pode ser difícil e doloroso, mas de modo algum será pior se não tentarmos fazer algo para mudar o rumo que as "coisas" de alguma forma possam levar.
Vêr Frida é como tomar uma "injecção anti-gripe" (algo que não faço pois eu e as agulhas não nos damos bem), de algum modo põe-me imune por momentos, mas é mesmo só por momentos, pois o resto cabe a mim fazer.
Por isso gostei de refazer esta viagem e não me importo de levar esta "injecção anti-gripe", e de continuar a ouvir Alcoba Azul.

4 comentários:

Bitta disse...

Só de ler o texto parece que levei a "injecção anti-gripe"... por isso gosto da blogosféra, encontra cada coisa bonita enquanto viajo de um blog para o outro!

Bom fim-de-semana e obrigada por ofereceres a injecção a quem te visita!

el guardiam disse...

bom post e boa iniciativa...bela aula.

adesenhar disse...

excelente esta viagem, recordando Frida Kahlo, pintora adorável.
:)

Flor disse...

Vi o filme da vida de Frida, impressionante a vida dessa pintora excentrica.
beijo grande

Seguidores

 
Mundo do fim do Mundo. Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul Tested by Blogger Templates.