Destaque_ Filme_Avatar

Filme: Avatar Director: James Cameron Estreia em portugal: 17-12-2009 Género: Acção/Aventura/Ficção Científica Estúdio: 20th Century Fox Website: www.avatarmovie.com Entre os actores principais: Sigourney Weaver Michelle Rodriguez Filme em 3D que marca o regresso de James Cameron.

13 fevereiro 2006

"Pequenos Rituais"

Desenho de: Desconhecido

Foi ao ler dois Blogs Mal(me)quer-Sen (ti) R e My Dreams-Os meus (teus) olhos... que "provocaram esta pequena convulsão".
Toca o despertador, indicia o início de um novo dia, faço todos os pequenos gestos habituais da manhã, parar o despertador, ver as horas, ligar o rádio, oiço as notícias, abro a janela aprecio a manhã, sinto o cheiro, mais tarde ao beber o leite com chocolate aprecio o sabor.
Tudo pequenos gestos que de tão comuns que são, nem nos apercebemos da sua importância nem da sua força que nos transmitem aos fazermos este "Pequenos Rituais".
"Pequenos Rituais" estes, mas de extrema importância, senão vejamos, ao ouvir o despertador uso a audição, ao parar o despertador uso o tacto, ao abri a janela capto o exterior uso a visão, simultânemamente com o abrir da janela vem o aroma da manhã uso o olfacto, quando aprecio e bebo o meu leite com chocolate uso o paladar.
Imaginemos agora que por alguma razão um destes sentidos falhava.
Que sentíamos nós?
De que modo passávamos a sentir?
Como ultrapassávamos tal?
Que sentido teríamos se uma delas ou mais falhassem?
Eu pessoalmente não sei nem imagino, sei que iria decerto sentir e passar a ver o mundo de uma forma bastante diferente, de uma forma que eu sei que existe mas que não sei como é, pois é um mundo totalmente estranho para mim.
Sei também que se algum deles falhas-se eu voltaria a ser criança, teria de reaprender e repensar tudo.
Algo bastante difícil e complexo para quem já é adulto.
Algo mais difícil ainda quando se tem necessidade, se é obrigado a voltar aos tempos passados, aos tempos em que era criança.
Aqui com a diferença que nessa altura brincava, saltava, era feliz e tinha esperança, e agora o que resta?
Fica a dúvida.
Nós vivemos a vida cada segundo, cada minuto, cada hora, cada dia mas quando somos surpreendidos por algo que afecta o nosso normal, aquele que nem damos valor de ser tão usual, tudo à nossa volta se desmorona.
Penso que amanhã quando voltar a tocar o despertador e fizer todos os meus "Pequenos Rituais", lhes irei dar outro valor, outra dimensão e decerto farei com maior alegria e melhor boa disposição.
Um bom acordar é o que desejo e o que espero ter.

19 comentários:

inBluesY disse...

...provavelmente aprenderiamos a dar mais valor ao que temos. provavelmente seriamos menos egoistas!

Um outro olhar disse...

bluesy: com isso ganhavam as pequenas coisas, os pequenos gestos, muita vezes esquecidos

inBluesY disse...

sim as pequenas coisas, e às vezes a felicidade está mesmo ai nessas pequenas coisas.

eu acredito por isso reclamo e protesto, mas por vezes existem momentos de questionar tudo ... o que também não é mau de todo!

Thks :)

Um outro olhar disse...

bluesy: eu acredito, é raro reclamar ou protestar, mas isso é de mim.
existem momentos para tudo, até para questionar

online disse...

Acordar... deixa-me acrescentar: dormir de bem com a vida deixa-nos muito melhor, até para saborear o leite com chocolate:)

Beijo

inBluesY disse...

hoje mais calma que noutros tempos, mas, reclamo sempre, mais que não seja por dever/obrigação. e não posso deixar de concordar com a 'consciência tranquila'.
obrigada tb :))

cuco disse...

... Os rituais da rotina que, para uns, são uma chatice, para outros, um modo de viver em "equilíbrio".
Como "dizia" a raposa na "estória" do principezinho:
-"Precisamos de rituais(...)"!

Carlota disse...

Olha, eu tenho as maiores dúvidas de que de manhã tenha algum dos cinco sentidos a funcionar.
Acho que pela fresca só funciona o meu sexto sentido porque as coisas vão-se passando bem até sair de casa. Só quando chego ao emprego e tomo uma café é que me apercebo de que já estou fora da cama!:)
Beijola

rafaela disse...

Acho que se perdesse algum dos meus sentidos estaria a perder um pouco da vida. Como se o mundo falasse uma língua que eu não percebesse na totalidade, portanto uma parcela de mim estaria afastada desse mundo.
*

Flor disse...

não esperava...

fiquei estranhamente sem jeito...

Gosto deste gosto de sentir as coisas simples.


beijo com todo o sentido

Anónimo disse...

Olá! Vi seu comentário no blog da bird e não resisti a tentação de vir conhece-la de perto.
Adorei o que vc escreveu lá e mais ainda o que escreveu aqui. Quanto a falta de algum de nossos cinco sentidos, é muito ruim, mas não chega a ser uma tragédia pois temos a capacidade de suprir qualquer deficiencia e Deus sempre nos ajuda a atravessar os caminhos dificeis. Eu sei de uma moça surda, inteligente, alegre, feliz e diz que se lhe fosse dado pedir algo a Deus, ela não pediria para ouvir pois está muito bem assim; Pode uma coisa dessas?
Um grande beijo e uma boa tarde pra vc.
Se quiser, visite meus blogs www.cuidadoestaoteespiando.blogger.com.br www.vivenciaplena.blogger.com.br www.ciranda.blogger.com.br www.bisavo.blogger.com.br

Bitta disse...

Segundo Paulo Coelho "as coisas simples são as mais extraordinárias, e só os sábios conseguem vê-las", e um sábio para mim é aquele que tem sensibilidade para captar tudo o que o rodeia!

Mais uma vez gostei muito dos teus pensamentos.

el guardiam disse...

uma forma diferente de postar sobre o dia dos namorados. bjs.

inBluesY disse...

"as coisas têm a importância que nós lhes queremos dar" é uma frase que repito várias vezes aos meus amigos, em especial, quando desabafam comigo. e sim acredito que a felicidade é composta de pequenos nadas, mas também é verdade que aprendi a ser assim, e considero isso uma mais valia.

bjs
fica bem :))

Um outro olhar disse...

bitta:
Paulo coelho sabe o que diz, não é por acaso que consegue escrever de uma maneira sábia

:)

Um outro olhar disse...

bluesy: concordo contigo em todas as tuas palavras especialmente com estas "a felicidade é composta de pequenos nadas, mas também é verdade que aprendi a ser assim, e considero isso uma mais valia".

Anónimo disse...

Perder algum sentido deve ser para a maioria das pessoas traumatizante, no entanto se for um facto consumado, que fazer, senão tentar solucionar a situação da melhor forma possível? Por isso, devemos sempre valorizar tudo o que temos, seja sentidos, sejam pessoas, sejam situações, seja a própria VIDA!! Temos de ter consciência que tudo está em permanente evolução/mudança e aproveitar o bom de cada situação, saber dar valor às pequenas grandes coisas como os sentidos e preservar/cuidar do nosso corpo e mente o melhor que possamos. Felicidades mil!
Black Bird

adesenhar disse...

pormenores simples aos quais não damos
demasiada importância...
é interessante a maneira como colocas a questão da falta de um dos sentidos!
reaprender eis a questão!
:)
Um bom acordar é o que desejo e o que espero ter também.
:)

Um outro olhar disse...

black bird: é isso que dizes, cuidando disso de alguma forma cuidamos de nós.
:)

adesenhar: é isso reaprender
:)

Seguidores

 
Mundo do fim do Mundo. Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul Tested by Blogger Templates.