Destaque_ Filme_Avatar

Filme: Avatar Director: James Cameron Estreia em portugal: 17-12-2009 Género: Acção/Aventura/Ficção Científica Estúdio: 20th Century Fox Website: www.avatarmovie.com Entre os actores principais: Sigourney Weaver Michelle Rodriguez Filme em 3D que marca o regresso de James Cameron.

03 abril 2006

A Inspiração ...

Foto de: um outro olhar

"A inspiração é democrática - abandona grandes artistas e ilumina malandros"
Ao lêr esta pequena frase no livro - é o de cabeceira neste momento-, dei comigo a pensar até que ponto este terá a sua veracidade?
Assim comecei a fazer um percurso mental, a tentar encontrar pontos e referencias, então dou comigo a constatar que realmente ela tem algo de verdadeiro.
Quando surge não escolhe a pessoa, nem está predestinada a quem vai surgir, surge pelo simples acto de que essa pessoa tem algo a transmitir seja de modo escrito, em pintura, escultura, fotografia ou em música (alguns dos modos mais usados).
Quer então dizer que esta ao surgir, algo desencadeou ou provocou - uma emoção positiva ou negativa na pessoa.
O resultado mais ou menos concreto, mais ou menos abstracto é o resultado da ou das emoções que sofreu perante algo.
Até que ponto elas podem ser ou não continuadas, já é algo que se torna dificil de responder, não por ser complexa mas por entrar num campo em que as respostas não são de resposta directa, mas sim de resposta mais vaga mais de foro interior, do que de foro racional e mental.
Por ser algo de foro mais interior, também pode permanecer ou simplesmente desaparecer se não for "cuidada", tal como pode surgir de modo fácil e rápido em alguém que nunca se imaginava que poderia ter tal, pelo facto de que ela existe e está no interior, mas adormecida e à espera que seja libertada e trabalhada.
A inspiração não se cria, surge e é algo que depois de olhado/sentido é transformado numa imagem, num som, num detalhe, que conta a "história" que esse algo tinha mas visto pelos olhos de alguém que amva ou odiava esse algo.
O resultado final é uma mostra de sentimentos de quem se atreve e um expor de sentimentos a quem tem o "atrevimento" de viajar por uns momentos.

Nota: a autora da "frase" é salley Vickers, o acompanhar este pequeno texto coube a Pink Martini - Hang on litle tomato

15 comentários:

cuco disse...

O talento continua a subir degraus...
Fraternalmente

Teresa Durães disse...

Há quem defina que a arte é a expressão da realidade; um grito da emoção; descrição de uma forma de pensar através dos sentidos.

Mas sem a técnica não há inspiração que nos valha (os tais 1% de talento, 99% de suor) porque o resultado será uma história mal contada.

Contar, recontar, e tornar a contar até que se chega ao momento em que a técnica é esquecida e pelos dedos (seja por onde for) a expressão saia na forma que se quer transmitir.

É necessário a exposição, sem dúvida. Quando o tal grito se torna mais necessário.

(isto é a minha forma de pensar, claro)

Menino Azul disse...

The show most go one

Ao ponto em que duas pessoas se 'dispertam' seja por prazer, utilidade, ou virtude, e quando continuado surge o tal da amizade, mas na expressao em movimento como uma escultura por exemplo, se perpetua as sensações pelos que sere-i-am amigos :)

amigona disse...

Que livro é? Gostava de ler....

Carlota disse...

Compreendido.
Agora só me falta decidir se me arrumo juntamente com os artistas ou com os malandros... ;)
Beijola

aprendiz de viajante disse...

...alguns maladros!... porque há malandros, tão malandros, que não fazem nada com a inspiração que têm!!!

Um bjinho

inBluesY disse...

partilhar.

beijinhos

Era uma vez um Girassol disse...

Um tema muito interessante, a Inspiração!
Surge, cresce, toma forma, é transformada em alguma coisa ou obra de arte...
Mas há sempre a necessidade de partilhar o que resulta da inspiração do momento com outros.
Sem medos...
Bjs

paper life disse...

Sabes o bom de não se ter rótulos de artista como eu, é o de viajar quer se tenha sido oficialmente tocado ou não pela dita inspiração.

:) aliás o que é inspiração?

Não ligues a este comentário, é só cansaço e sono.

bjinhos

Nekynho disse...

Mas quando se viaja, a coisa melhor é comprar bilhete de ida e volta... nem que seja só por uns momentos lol

o encoberto disse...

muito bonito e boa reflexão.

rafaela disse...

Acho fica bem pensarmos que a inspiração é algo poético que surge, que nos assola, eu acho mais bonito, e até pode ser que seja assim, as vezes, mas na maioria das vezes criar implica trabalho, implica ritual, implica vontade, temperatura. Temos de deixar as influências, as emoções, escolher apenas algumas e ir com elas.

Não se pode ficar a espera que a tal inspiração nos atinja como um raio. É nisso que os artistas se diferenciam dos malandros.


Bom texto!

Um outro olhar disse...

olá, amigona a autora é Salley Vickers "As férias de Deus"

:)

CHOUPAL disse...

Gostei.... mas aprecia....
Dois homens estão numa sala, frente a frente. Primeiro, um fala e o outro ouve. Depois, um ouve e o outro fala. Que se saiba, nenhum tem dificuldades de audição ou, o que seria mais grave, de compreensão. A conversa demora 15 minutos. No fim um diz que demitiu o outro e o outro diz que se demitiu sem precisar de ajuda. A conclusão é fácil: um dos dois está a mentir.
Dois momentos de inspiração dispar sobre o mesmo conceito, mas como ela se conjuga, tem de artista e malandro - também serve conveniências como é o caso - cria o artista malandro democrático que por vezes nos governa.

Um beijão

Anónimo disse...

Muito belo este texto. A inspiração é algo fantástico, que surpreende a todo o instante....
Não é fácil criar as condições certas para ela nos querer visitar, é muitas vezes teimosa, só vem quando lhe apetece..rsrsrsr
Black Bird

Seguidores

 
Mundo do fim do Mundo. Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul Tested by Blogger Templates.