Destaque_ Filme_Avatar

Filme: Avatar Director: James Cameron Estreia em portugal: 17-12-2009 Género: Acção/Aventura/Ficção Científica Estúdio: 20th Century Fox Website: www.avatarmovie.com Entre os actores principais: Sigourney Weaver Michelle Rodriguez Filme em 3D que marca o regresso de James Cameron.

21 janeiro 2007

…hrdost …


Foto de: judytha

Num acto natural e normal, faço intenção de me sentar no chão de pernas cruzadas como é meu costume e só depois então me dedico ao que me levou a sentar. Invariavelmente um livro, uma música, um filme e deste modo surgiu algo que li e me deixou a pensar “São as casas mais grandiosas e as árvores mais altas que os deuses deitam abaixo com raios e trovões. Porque os deuses gostam de contrariar o que é maior que o resto. Não suportam o orgulho a não ser em si próprios” surge in “ A Regra de Quatro” - Ian Caldwell e Dustin Thomason mas é de Heródoto.
Nos tempos de hoje não são deuses, mas … surgem de modo mais ou menos visível, usam e abusam do puder que lhes é atribuído, ou prometem e não cumprem são apenas algumas das facetas comuns e notórias nos dias de hoje.
De algum modo esquecem os que os rodeiam e acima de tudo esquecem que antes de serem o que são estiveram inseridos no número daqueles que o rodeiam e que fizeram parte dos que são esquecidos ou preteridos por outros.
No fundo esquecem as bases, as raízes e apenas se orientam por novos conceitos e tudo o que domina esses novos conceitos, a pessoa e o humano ficou num plano inferior assim surgem novas atitudes umas melhores outras nem por isso mas todas elas fazem parte de um todo.
Esse todo melhor ou pior faz de nós a pessoa ou as pessoas que somos, assim de algum modo esquecer o outro ou os outros é esquecermo-nos a nós próprios, e esquecendo nós e a nossa identidade pode ser o inicio de perder tudo ou todos.
... hrdost (orgulho) em grau elevado pode ser o princípio de um esquecimento da nossa identidade

1 comentários:

Mónica disse...

“São as casas mais grandiosas e as árvores mais altas que os deuses deitam abaixo com raios e trovões. Porque os deuses gostam de contrariar o que é maior que o resto.." levaste o sentido da frase para outro lado, posso dizer-te como li?

uma cena de humildade, os deuses é que são os deuses, nós (as casas e as árvores) não adianta fazermos de grandes! uma espécie de "reduz-te ao teu tamanho" :-)
estava a pensar na efemerum e as suas filosofias de aceitar o que é :-)

Seguidores

 
Mundo do fim do Mundo. Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul Tested by Blogger Templates.