Destaque_ Filme_Avatar

Filme: Avatar Director: James Cameron Estreia em portugal: 17-12-2009 Género: Acção/Aventura/Ficção Científica Estúdio: 20th Century Fox Website: www.avatarmovie.com Entre os actores principais: Sigourney Weaver Michelle Rodriguez Filme em 3D que marca o regresso de James Cameron.

04 junho 2006

Ondas ELF


Foto de: Fenónemo HAARP


Ruídos consecutivos ouvem-se no exterior, ... shrr ... é a consequência final que surge depois do vento embater em algo que apareça na sua frente.
No interior abrigada da aragem ventosa que no exterior decorre uma letargia começa a surgir e a tomar conta dos sentidos.
É com o "sabor" desta letargia que sou levada a campos do oeste e a ondas ELF.
Ondas ELF transmitidas a uma frequência bastante baixa, com uma determinada intensidade, e com determinadas características conseguem afectar o ouvido interno provocando em todos os seres vivos a morte imediata, sobrevivendo apenas os que tinham a audição suprimida.
Se por um lado as ondas ELF que nos "intimidam", por outro lado decorrem hoje várias actuações de grupos e artistas em vários palcos em simultâneo sendo necessário para usufruir a sua totalidade a audição.
Então se por um lado a falta de audição salvou a vida a uma pessoa e a um cão, por outro lado a audição é a que movimenta milhares de pessoas a irem assistir aos vários concertos.
Olhando aos valores que estão imbuídos em cada uma das situações, vamos dar conta de que no primeiro caso é a acção humana que provocou e desencadeou a situação - morte de todos os seres vivos - não olhando e tendo a devida atenção ao que fazia e como fazia; no outro caso é a própria acção humana que vai organizar e desencadear acções de índole musical de forma ao Homem usufruir e retirar de lá algo para seu bem-estar e lazer.
Se de alguma forma o Homem num caso actua contra ele próprio e os outros seres vivos, na situação seguinte tem em atenção os valores necessários ao bem-estar e equilíbrio do Homem.
Estranho! O Homem por um lado faz mal ele próprio por outro faz o contrário ...
Porquê?!
...
Fica a pergunta no ar...

21 comentários:

Eli disse...

Não sei bem porquê, mas, na maioria das vezes, fazemos coisas a pensar só no que elas nos trarão de bom e nunca pensamos se a longo prazo as coisas más nos farão assim tão mal...

Obrigada pelo apio no meu espaço!

:)

AS disse...

Todos os dias se cometem atentados contra a Natureza. E assim acontecerá enquanto o poder económico comandar o mundo!
Pergunta-se: Até quando?

Excelente post... Um beijo

Teresa Durães disse...

O que me disseram um dia, seja verdade ou não, existem duas forças, a que nos atrai para a morte e a outra, a que nos atrai para a vida.

A eterna luta entre o bem e o mal.

O Ser Humano

Era uma vez um Girassol disse...

Cada vez mais filosófico e inquiridor, este blog!
Os extremos...bem e mal...
Interessante!
Beijinhos

pintoribeiro disse...

pois...boa noite e bjinho.

Vanda Baltazar disse...

...porque o Homem na sua grande complexidade está cheio de contra sensos...

gostei muito deste teu outro olhar.

Bom dia, para ti :)

Um beijinho

Van

rafaela disse...

Porque somos uma faca de dois bicos?
Porque somos capazes de amar tanto e odiar mortalmente em simultaneo?
Porque somos humanos, há perguntas que não tem resposta, e se têm não a conhecemos.

Porque a resposta está em cada um e cada um é apenas um, diferente, unico, não há a resposta universal.

Um beijo =)

Isabel José António disse...

O homem tem sempre duas Naturezas. Designemo-las, por exemplo, por Natureza Superior e Natureza Inferior. Mas esta não é apenas a minha opinião. Quer o homem tenha ou não consciência disso, há duas naturezas no ser Humano. Só a sua ignorância sobre este facto, produz a situação que é relatada no post.

Na Natureza Sueprior, vamos encontrar coisas positivas, como: O Amor, a Entreajuda, a Compaixão, a Inteligência Científica, a Partilha, a Amizade, a Ternura, a Compreensão das Coisas, e todas as outras da mesma família.

Na Natureza Inferior, naturalmente, o contrário daquilo que é dito para a Superior: O Ódio, o Egoísmo, o Despotismo, a Intransigência, O Domínio, a Falta de Liberdade para ou outros, etc,. etc.

Ora o homem funciona como um só. Deveria saber que a sua Mente, obedecerá a quem ele determinar que obedeça. Se põe sua atenção nas coisas negativas, será capaz do pior (e tem-se visto). Se focaliza a sua atenção nas coisas positivas, e vemo-lo com um Deus a fazer descobertas fantásticas a nível tecnológico, da ciência, das descobertas cósmicas e sobre a saúde, de dávida e entrega pessoais, etc.

Ou seja, enquanto permanecermos indiferentes a "essa história das duas Naturezas" tudo continuará a acontecer tal como nos é descrito no texto.

Só uma atenção permanente, sem fazermos comentários sobre o que é bom ou mau, se é preto ou branco ou outros no género, mas uma atenção TOTAL e COMPLETA ao que estamos a observar, veremos descer sobre nós um momento único em que a Mente serena e verificamos com espanto que não há diferença entre o OBSERVADOR e a COISA OBSERVADA. Todos somo UM. O UM está em todos e TODOS estamos no UM. E que estávamos ( e estamos) a prestar atenção à nossa Mente como se esta fossemos nós próprios e não apenas como um instrumento que deveria ser bem utilizado.

E dizer isto assim, serenamente para a humanidade inteira? A aceitação dar-se-ia?

Como podem dois planos diferentes falarem a mesma linguagem se não se ouvem?

Pense nisto e diga qualquer coisa.

Tenha um bom dia

José António

cinza disse...

Se calhar somos todos elf com "o", pegando em jeito de trocadilho e ora fazemos travessuras ora somos docemente dementes...

Mac Adriano disse...

Eu respondia, mas nem sei como. Seja como for, "dziekuje bardzo" pela tradução.

dreams disse...

em tudo existe uma dualidade...

e o homem sempre a procurou... mesmo que isso o conduza à morte ( ou vida... )

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

Su disse...

Como o tema dava uma conversa noite dentro, e por aqui n temos café nem biscoitos, vou tentar ser sucinta dizendo: O problema n está no homem, mas sim no que fazem dele.

"Eduquem-se os meninos e não será preciso castigar os homens"

Pitaguras 568-470 a.c

M disse...

se soubéssemos a resposta!

Melhor, se soubéssemos como evitar isto...
acho que a resposta é um pouco o que os outros olhares neste blog já disseram: as duas naturezas do ser, a dita dualidade!

pintoribeiro disse...

'dia, bjinho.

Travis disse...

As duas faces,
As duas realidades,
Os dois caminhos,
Sempre a hipotese de escolher!
E somos NOS que escolhemos.
O Bem ou ...
Sempre o BEM claro!
Sempre o BEM.
Sempre.

Travis The Spicelover

Ana Abreu disse...

Pois...

Há sempre dois extremos, como o BEM e MAL, o ÒDIO e AMOR...não tenho mto mais a crescentar ao que já foi dito. Em tudo existe realmente uma dualidade em que o Homem está sempre dividido.

Belo post!!!

Beijinhos

P.S. Ainda não disse mas, ...gosto mto do som do teu blog.

Menino Azul disse...

Bivalência
Polaridade
Imparcialidade
Escolha

Carlos Thor disse...

já pensaste que?...

Que nao percepcionas o que ouves, apenas o som, mas essas microondas sonoras são captadas e quem sabes nao sonhes tu com as conversas durante a noite...
Há estimulos que so sao descodificados quando dormimos...
Incrivel né?

Beijinhos!-

paper life disse...

:)

Até Julho. Ando a despedir-me, vou de férias. Passarei se puder a ler alguns amigos.

bjinhos. :)

rosangela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Porco Nú disse...

eu assisti um documentário da History Channel, você poderia me indicar documentários ou textos sobre o assunto???
Por Favor

Deixei em modo de notificação!

Seguidores

 
Mundo do fim do Mundo. Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul Tested by Blogger Templates.