Destaque_ Filme_Avatar

Filme: Avatar Director: James Cameron Estreia em portugal: 17-12-2009 Género: Acção/Aventura/Ficção Científica Estúdio: 20th Century Fox Website: www.avatarmovie.com Entre os actores principais: Sigourney Weaver Michelle Rodriguez Filme em 3D que marca o regresso de James Cameron.

05 novembro 2006

Pim…pim…schh..schhh…

Foto de: um outro olhar

Pim…pim…schh..schhh…
Da janela nada se vê a não ser a noite, e o ruído, sim o ruído pim…pim…schh..schhh… a chuva não parou de cair todo o dia, o vento esse de algum modo foi constante todo o dia tornando-se mais intenso com o chegar da noite.
São estes dias que nos fazem gostar de estar em casa a ouvir os sons, a sentir o conforto que as paredes nos transmitem, do surgir de uma conversa de família ou de amigos de um almoço tardio até com horas tardias de terminar.
São dias assim que nos fazem pensar que mesmo sendo um dia dos mais feios e cinzentos que mais uma vez surgiu é um dia de sol e de luz porque de alguma forma outras “luzes” e outros “sons” nos ajudam e impulsionam a sorrir e dizer “é um dia lindo e bonito”.
O relógio, esse não parou nem pára é um movimento constante de batida certeira que nos mostra o quanto incertos e falíveis nós somos.
Assim se vai passando o tempo” entre o saltar de um traço para outro traço", um minuto se passou e nele risos e conversas surgiram estes falíveis e incertos como tudo o que não é máquina (não conto com as avarias que estas tem, porque nós mais “avarias” temos então).
E … como tudo o que é falível e incerto é aquilo que nos circunda e é necessário para viver e sobreviver e o que é certo e infalível normalmente máquinas são, resta-nos saber aproveitar os momentos que nos surgem e deles tirar proveito. Deles, fazem parte os dias cinzentos, de chuva e vento que não nos apetece sair de casa, mas que um …trimmm, trimmm nos faz sair, fazer kms e dizer “foi um dia lindo e valeu a pena, oxalá mais destes existam”

Pim…pim…schh..schhh…
Pim…pim…schh..schhh…

10 comentários:

Pedro Correia Santos disse...

É verdade um simples toque de uma máquina pode fazer-nos andar km porque quem deu esse toque é o sol daquele dia da nossa vida!

Os dias cinzentos estão apenas dentro de nós!

Até breve!

Teresa Durães disse...

concordo com o comentário de cima!!

(andas desaparecida. bem cá passo mas... nada!)

beijos!

dreams disse...

mas mesmo com um pim... pim... schh... schhh... sabe bem andar a passear e sentir a chuva...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

cuco disse...

"Alegria, alegria, alegria"!!!
(Por favor, interpretar com sotaque...)
:-)

Isabel José António disse...

Bom dia!

São dois os tempos que devemos considerar: O do relógio e o "tempo psicológico".

O tempo do relógio não tem nada que saber. É deixar que os ponteiros avancem naquela cadência certa e segura ... infalível.

O tempo psicológico, transporta-nos aos estados de alma. Diz-se que, "se estivermos bem connosco, que importa o tempo atmosférico que faz?"

Talvez que esse som da chuva a cair e do vento a soprar nos faça estar mais atentos que nós mesmos e a tudo aquilo que acontece em nosso redor. Talvez, com a quietude que se adquire e a atenção penetrante ao que nos rodeia que nos invade, estejemos mais atentos ao que se passa dentro de nós. E quando a mente se acalma, tudo é mais fluídico, tudo corre naturalmente...sem pressas.

E se soubermos serenar todo o nosso SER, temos fortes possibilidades de entrar em sintonia, diria quase íntima, com a realidade que nos rodeia.

Nessas situações, tudo nos pode acontecer, inclusivé, extendermos a nossa consciência para lá dos limites "ditos normais".

Era bom que não condicionassemos esses estados de alma, apenas para estas ocasiões, como a chuva, o vento, um dia calmo, mas sim que fizessesmos "os trabalhos de casa" para nos mantermos sempre assim (ou o maior tempo que pudessemos) e esta maneira de estar tomasse conta de nós, como uma segunda natureza, e de nós mesmos começasse a fazer parte.

Um bom dia.

José António

bettips disse...

Afinal conhecemo-nos alguns/as não pela côr do carro ou pela mensagem. Identificamos o simbolo do perfil, a frase que nos anuncia, o nome nesta família etérea. Assim vamos gostando e saudando. Bjinho

mfc disse...

E não é que ao fim de contas, todos os dias valem a pena??!!

adesenhar disse...

...“foi um dia lindo e valeu a pena, oxalá mais destes existam”...

:-)

Maria Clarinda disse...

Momentos mágicos, ao ler este teu post que tanto me envolveu...
JInhos

.*.Magia.*. disse...

Assim se vai construindo a felicidade...com pequenos momentos simples!

Cheers

Seguidores

 
Mundo do fim do Mundo. Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul Tested by Blogger Templates.