Destaque_ Filme_Avatar

Filme: Avatar Director: James Cameron Estreia em portugal: 17-12-2009 Género: Acção/Aventura/Ficção Científica Estúdio: 20th Century Fox Website: www.avatarmovie.com Entre os actores principais: Sigourney Weaver Michelle Rodriguez Filme em 3D que marca o regresso de James Cameron.

30 setembro 2006

... hora de partir ...



Foto de: um outro olhar

dias, momentos, alturas em que tudo o que fazemos nada parece ter significado… estranha esta sensação!

Porquê? Qual o motivo que me leva a sentir deste modo e consequentemente a reagir de um modo mais introspectiva e mais calada.
Olho lá para fora nuvens negras e carregadas vêem-se no céu, o ar sente-se limpo fresco e lavado.
O verão terminou, nota-se no ar a mudança de tempo e de estação, nos fios de telefone as andorinhas agrupam-se em bandos e preparam-se para esvoaçar até outras paragens mais quentes, enquanto isso nós vamos repetindo o nosso dia a dia e nem nos apercebemos de que a hora de partir surgiu … do outro lado noutro extremo elas sabem que outras condições as esperam e dias esvoaçantes com sol voltam a surgir.
Por aqui por estas paragens chegou a hora do adeus a elas até ao próximo ano que voltem com os chilreios e o esvoaçar rápido e picado.
Talvez também por aqui tenham chegado “alguns ventos de mudança”…

28 comentários:

dreams disse...

é a nostalgia da partida que relembra o quanto efémera é a vida...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

Göttlicher Teufel disse...

partir,,, renovar,,, recomeçar,,,
temos sempre que evoluir,,,

cuco disse...

Hummmmmmmmm... ventos? Mudança?....

Teresa Durães disse...

Para mim essa realidade está tão presente que não estranho e quanto muito invejo as andorinhas porque sabem exactamente qual o destino a seguir quando é tempo de mudança.

Infelizmente eu não sei sempre quando chega a hora da mudança. Muitas são as alturas em que apenas sei que é preciso. É preciso.

(e nessa altura a cabeça começa num correpio incessante, a tinta escorre, onde, onde, onde, textos, poemas, indignações, onde onde, para onde)

Subitamente sei. Por vezes veio o inverno, a primavera ou ainda estou no Outono.

Relaxo e continuo

Boa noite!

weg disse...

Para mim distanciada do campo,desterrada só nas escapadas usufruoo esses "prazeres".

Bem vinda a este teu espaço.

Já faltavas.

Obrigada.

Bjs

sabr disse...

às vezes...boa semana, fica bem.

greentea disse...

A GUITARRA DO INICIO DEU-ME UM ARREPIO

SERA DO OUTONO, SERA DA MUDANÇA ???

inBluesY disse...

eu gosto pois.

.*.Magia.*. disse...

Há dias em que nem junto de nós mesmos nos sentimos bem...!
O que vale é que são só uns dias de vez em quando ;)

Um beijo para ti!

Maçã de Junho disse...

Ventos de mudança?
"Pergunto ao vento que passa
notícias do meu país
e o vento cala a desgraça
o vento nada me diz.
o vento nada me diz.

Pergunto aos rios que levam
tanto sonho à flor das águas
e os rios não me sossegam
levam sonhos deixam mágoas.
(...)"
Manuel Alegre

Boa semana
Maçã de Junho

Mónica disse...

mudanças mudas danças
gosto!

Ana Luar disse...

As mudanças deixam-me nostálgica...
Por vezes fico tb eu calada... demasiado calada para o que estou habituada... mas é assim que fico com o cair da folha... com a cor cinza... com o encolher o corpo em casacos macios.

Beijo enquanto olho as folhas cair das arvores que vejo da janela do meu quarto.

*Lua* disse...

O Outono é das alturas do ano que mais gosto, ar que respiramos é diferente, a luz que nos envolve tb, o cheiro, a chuva, o vento...enfim acho maginifica esta estação. Contudo é tb uma estação replecta de nostalgia...a partida das aves, e cair das folhas, o cinzento do ceu...mas é LINDO!!
(Tb gosto mto da primavera, por ser exactamente o oposto)
Há coisas que não conseguimos explicar, como essa "estranha sensação"...mas eu acredito que o ambiente que nos envolve pode influenciar a forma de estar com o mundo e com nós próprios.

Bjs

Menino Azul disse...

O cheiro do ar renovado

Dani disse...

Mas sabem bem esses "ventos de mudança"...

Beijinhos

joão ferreira dias disse...

partir é das coisas mais difícies de fazer, seja que partida for.

Luís disse...

"Mudar é bom" Rafiki, in "O rei leão"

Maria Clarinda disse...

Sim, e, elas trarão de novo a alegria, e em segredo nos seus chilreios contrão as suas aventuras.
Jinho.

o alquimista disse...

A doce vertigem da descoberta, na chegada...

Ana Abreu disse...

Cada passáro que parte parece que leva uma parte de mim consigo, deixando uma profunda saudade do seu chilreio que enche as minhas manhãs mais vazias...Mas é o outono, uma estação que nos trás alguma melancolia.

bjs

bettips disse...

Percebo, olho, ouço, e tenho pena que estejas como as andorinhas, de negro, voltando ao Sul ou outras "paragens". Vivemos, nós, de "outros olhares" que nos vão prendendo e, acho que devo dizer, ajudando. Por isso, espero ainda encontrar-te por aí...
Abç

Chanesco disse...

O instinto obriga-as a partir na procura de melhores dias, mas no regresso melhores dias trarão.

Bela foto a lembrar-me o final do meu último post.

Cumprimentos aqui da Raia.

Isa&Luis disse...

Olá,

musica linda, gosto muito.

A vida é feita de mudanças.


Jinhos

Isa

inBluesY disse...

mudar ... sim, mas não todo de uma só vez ...

Era uma vez um Girassol disse...

Mudança?
Ultimamente só vejo mudar tudo para pior...
Só mesmo as andorinhas têm a sorte de poder partir e voltar...sem pagar bilhete, nem impostos!
Há por aí também muito gavião que não paga...
Bjs

Vanda Baltazar disse...

Gosto desses ventos quentes que nos incitam a mudar...virar a mesa, trocar as ruas, por o mundo às cambalhotas...a mudança já não me amedronta :)

Por isso so te posso desejar, as melhores mudanças, os melhores ventos e que embora possas "partir"...sempre aqui voltes :)

Beijo

Van

Isabel José António disse...

Cara Amiga,

Neste vida tudo é cíclico! TUDO. É assim com as Estações do Ano (ou era até se falar das alterções climáticas introduzidas pelo Homem).

Diziam os antigos, na sua sabedoria que vá lá saber-se onde a teriam adquirido, que " Não há bem que sempre dure nem mal que não acabe".

É assim também com a gestação, o nascimento, a vida e a morte, e novo regresso a uma gestação e a outro nascimento. A partícula permanete é eterna e roda sem para até ao fim dos tempos.

Repousemos nos intervalos dos ciclos. Respiremos fundo e preparemo-nos para outro ciclo.

E existem ciclos dentro de outros ciclos. A nível macrocósmico e a nível microcósmico. Numa roda sem parar.

Muitos parabéns pelo post.

Um abraço

José António

Anónimo disse...

As vezes as coisas mais importantes não são fáceis de ver às vista desarmada;o significado das coisas nem sempre também é fácil de encontrar, mas trabalhando-se com carinho e empenho chega a hora em que o véu cai e os resultados nos dizem que vale a pena continuar. é sempre nostálgico o fim do Verão, mas a lei inexorável da natureza assim o determina...vamos então sonhar com uma nova a Primavera.
Black Bird

Seguidores

 
Mundo do fim do Mundo. Design by Wpthemedesigner. Converted To Blogger Template By Anshul Tested by Blogger Templates.